Cooperativas

Projeto de Irrigação para Cooperativas Agrícolas

Um sistema cooperativo de irrigação precisa atender às necessidades hídricas de várias propriedades, cada uma com as suas particularidades de cultivo e de métodos de rega.

Principalmente em áreas caracterizadas por assentamentos densos de pequenos e médios produtores agrícolas, como na região de Mogi Mirim (SP), pode ser vantajosa a implantação de um sistema comunitário de irrigação.

 

Iniciando o Projeto de Irrigação para Cooperativas Agrícolas

Anterior ao dimensionamento do sistema de irrigação para uma cooperativa é de grande relevância abordar algumas questões básicas relacionadas à viabilidade do empreendimento.

Inicialmente é analisado o balanço hídrico do empreendimento, ou seja, demanda frente aos recursos hídricos disponíveis; livres, outorgados ou outorgáveis. São considerados poços, lagos, mananciais e represas.

Áreas cobertas servem para captar água da chuva que pode ser canalizada e armazenada em reservatórios para o uso na irrigação.

A qualidade da água captada e distribuída deve ser adequada ao seu uso no sistema de irrigação. Contaminação bacteriológica pode afetar a saúde das pessoas em contato com a água. Um excesso de resíduos orgânicos e físicos pode provocar proliferação acelerada de algas em reservatórios e aumenta o custo com o desassoreamento dos mesmos. Além disto, satura rapidamente os meios de filtragem do sistema.

 

Elaborando o Projeto de Irrigação para Cooperativas Agrícolas

As propriedades dentro do perímetro de um sistema cooperativo de irrigação podem apresentar exigências diferentes quanto à vazão, pressão e qualidade da quota de água fornecida. É possível que nem todos irriguem no mesmo horário.

Caso o grupo de cooperados apresente alto grau de uniformidade nas práticas de irrigação, pode se optar por um sistema primário que fornece as quotas de água pressurizada e tratada diretamente ao sistema secundário de cada propriedade conforme demanda em qualquer momento.

No contrário é preferível que o sistema primário seja projetado para apenas abastecer reservatórios em pontos estratégicos nas propriedades. O recalque e o tratamento acontecem a partir destes reservatórios e é da responsabilidade do proprietário e dono da quota.

O sistema de irrigação para uma cooperativa pode ser automatizado através de um pressostato e uma bomba “booster” quando o sistema é do tipo “conforme demanda”.

A automação de um sistema primário que apenas abastece reservatórios pode ser realizada através de um “timer”, válvulas de nível e interruptor de fluxo.

Após comprovada a viabilidade do projeto cooperativo de irrigação em questão, é marcada uma visita técnica no local para trocar informações com todos os cooperados sobre 13 assuntos importantes para a elaboração do sistema:

1) Hidrologia
2) Clima
3) Solos
4) Topografia
5) Construções, canalizações e pavimentações existentes
6) Pontos de captação d’ água
7) Pontos de captação de energia
8) Métodos de irrigação
9) Setorização
10) Automação
11) Instalação
12) Operação
13) Manutenção

O sistema de irrigação para cooperativas agrícolas, elaborado pela análise e processamento das informações obtidas, pode ser apresentado num orçamento descritivo ou num projeto executivo que revela o sistema em todos os seus detalhes técnicos e financeiros,as duas opções já com valores preestabelecidos.

 

A Implantação e Manutenção do Projeto de Irrigação para Cooperativas Agrícolas

A instalação do sistema deve ser executada por mão de obra qualificada, respeitando todas as normas de segurança do empreendimento. O papel da nossa equipe se resume em fornecer e gerenciar montadores especializados e administrar o fluxo de materiais. Ensinamos aos responsáveis tanto como programar quanto a operar o sistema manualmente.

A PRO-DUTO Irrigação ainda se encarrega da assistência técnica e da manutenção através do envio de especialistas ou via gerenciamento de mão de obra local para problemas mais simples, se o cliente assim preferir.

O monitoramento do sistema pode ser feito de maneira presencial e/ou remotamente através de aplicativo.

Materiais de destaque para este segmento, utilizados pela equipe da PRO-DUTO Irrigação: canhão Hidrosolo, geomembrana PEAD Roma, tubos e conexões Saint Gobain, hidrômetros Bermad, válvula de nível Varb, moto-bomba KSB, soft starter WEG, cabo Sil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X